Dia Nacional do Combate ao Fumo.


Data: 22/08/2018

Dia Nacional do Combate ao Fumo.

No dia 29 de agosto, o Dia Nacional do Combate ao Fumo visa alertar a população dos malefícios causados pelo cigarro.

Comemoramos no dia 29 de agosto o Dia Nacional do Combate ao Fumo, que tem como objetivo alertar a população aos riscos promovidos pelo cigarro, bem como a divulgação do tratamento antitabagismo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o fumo é a principal causa de morte evitável no planeta. Por isso, é considerado um problema de saúde pública com uma estimativa de 200 mil motes no Brasil por ano.

O cigarro possui mais de 4.700 substâncias prejudiciais à saúde, inclusive cancerígenas. Podemos citar o alcatrão e a nicotina como exemplo dessas substâncias. O alcatrão pode proporcionar câncer, problemas cardiovasculares e outros. Enquanto isso, a nicotina atua como estimulante no sistema nervoso central, aumenta a frequência cardíaca e a pressão sanguínea.

O cigarro pode causar diversas doenças, tais como:
• Câncer de pulmão, brônquio, traqueia e laringe.
• Esterilidade na mulher e impotência no homem.
• Infarto do miocárdio.
• Derrame.
• Enfisema pulmonar.
• Hipertensão.
• Diabetes.

Não podemos esquecer de comentar sobre outro problema que o cigarro pode causar com pessoas que não fumam e convivem com fumantes. Este grupo de pessoas, denominados fumantes passivos, correm o risco de contrair enfermidades como doenças cardiovasculares, respiratórias e o câncer de pulmão.

A Lei antifumo (lei nº 12.546/11) foi estabelecida com base em fumantes ativos e fumantes passivos, determinando que em ambientes fechados, privados ou públicos, e, até em lugares parcialmente fechados, o uso do cigarro seja proibido.

A dependência do cigarro tem como principal causa a nicotina e pode ser considerado um dos vícios mais difíceis de abandonar, mas não é impossível. O Sistema Único de Saúde (SUS), disponibiliza tratamento e medicamento gratuito.

Ao interromper o uso do cigarro, o organismo pode se reparar aos poucos dos danos, porém este processo é lento.

Conscientize-se do mal que o tabagismo proporciona para você e seu bolso. Se você é um fumante ativo, procure a unidade de saúde mais próxima. E se você é um fumante passivo, converse com o seu parceiro.

Não deixe sua vida ir pelos ares. Diga não ao tabagismo.




Home
Notícias